top of page

Acusada de matar marido a facadas perde guarda do filho e vai para presídio no Piauí


Maria Edna Lima da Silva, de 27 anos, acusada de matar o marido Wandson da Silva Fontenele a facadas após uma discussão na cidade de Piracuruca, interior do Piauí, teve a prisão domiciliar convertida em preventiva e foi encaminhada para o presídio. Ela também perdeu a guarda de um dos filhos, conforme decisão proferida pelo juiz Stefan Ladislau.


No último dia 16 de março, a acusada teve a prisão domiciliar decretada pela justiça. Na época, o juiz destacou que a medida havia sido tomada porque a mulher possui filhos menores dependentes dela, entre eles, um bebê de apenas dois meses de vida.


Na nova decisão, obtida pelo A10+, o magistrado destacou que a prisão domiciliar da representada não se mostra mais adequada à realidade do caso concreto em virtude dos fatos novos trazidos aos autos pelo Conselho Tutelar.


"Mencionou-se que a representada possui histórico de agressão e negligência contra os filhos mais velhos, os quais, inclusive, estão sob guarda do genitor, Francisco Antonio de Moraes Sousa. Somado a tal fato, há decisão de suspensão do poder familiar da representada e fixação do direito de guarda provisória da criança D.L.F., de dois meses de idade, à avó paterna", destacou o juiz Stefan Ladislau.


Ainda segundo o magistrado, o crime processado nestes autos foi praticado com violência, tendo inclusive natureza hedionda, contra o genitor da criança, cuja prisão domiciliar foi decretada em primeiro momento a fim de preservar os laços afetivos entre mãe e filho.


"A conjugação do comportamento violento da representada e a prática de crime violento contra a pessoa denotam a impossibilidade da representada permanecer em contato com a criança, não havendo, portanto, fundamento para a manutenção de sua prisão domiciliar bem como impossível a concessão de liberdade provisória vinculada a medidas cautelares diversas da prisão", destacou.


Relembre o caso

Uma briga entre o casal Maria Edna Lima da Silva, de 27 anos e Wadson da Silveira Fontenele, de 28 anos, terminou com o homem morto a facadas e a mulher presa. O caso ocorreu no dia 13 desse mês, na cidade de Piracuruca, região Norte do Estado.


O casal teria passado o dia bebendo com amigos na barragem da cidade de Piracuruca, quando se desentenderam por ciúmes e resolveram ir para casa, onde a briga continuou. De acordo com Maria Edna, Wadson começou a agredi-la e ela utilizou uma faca para se defender.

0 visualização0 comentário
bottom of page