top of page

Ataque à Petrobras só gerou desemprego, gasolina cara e fome, diz Gleisi

247 - A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, condenou o que caracterizou como “lacerdismo” em torno da Petrobras, e cujo falso discurso de combate à corrupção. ”Hoje a gente revive essa história, com a mesma sanha de quem acusa”, disse Gleisi à TV Fórum. Ela argumentou que é vital reverter decisões que impactaram não apenas a empresa mas a vida da população, que hoje sofre com as altas dos preços dos combustíveis, em um ciclo vicioso que afeta toda a economia.


“Queremos discutir a vida do povo. Porque está desempregado, porque estamos passando por essa situação, a economia do Brasil é uma das piores do mundo e não é só por conta da pandemia”, opinou. “Tudo o que foi feito [contra a Petrobras] levou a isso: nosso povo voltou a sentir a dor da fome e da inflação”, lamentou Gleisi.


“No final, vimos que o que se queria não era combater a corrupção, era entregar o petróleo brasileiro aos interesses estrangeiros”, apontou a petista, para quem o ex-juiz Sergio Moro encontrará dificuldades para esclarecer o desastre que se abateu sobre o país após a Lava Jato.


A importância do pré-sal

“É uma sandice esse negócio de vender a Petrobras, que foi criada para fortalecer o Estado brasileiro em cima da nossa capacidade produtiva de petróleo. Os EUA fazem guerra com o mundo por petróleo, invadem países, matam… aqui não. Só precisaram do Moro, que foi treinado no Departamento de Justiça norte-americano para fazer o desmonte de uma das maiores empresas do mundo”.


Gleisi comentou sobre a importância dos investimentos feitos por Lula no pré-sal, descoberto durante o seu governo para tornar o Brasil competitivo. “Nós desenvolvemos uma das tecnologias de ponta no mundo, que é a extração de petróleo de águas profundas. Hoje o custo do barril extraído em águas profundas é quase o custo do barril extraído na Arabia Saudita, onde o petróleo jorra da areia”.



1 visualização0 comentário
bottom of page