top of page

Atlético-MG vence com dois de Hulk e avança rumo ao título do Brasileiro série A

A espera de 50 anos do Atlético-MG está cada vez mais perto do fim - com dois gols de Hulk, o clube mineiro conquistou mais três pontos e deu novos passos rumo ao título brasileiro. Neste sábado, o Galo venceu o Juventude, por 2 a 0, no Mineirão e chegou aos 74 pontos. A 23ª vitória no Brasileirão deixa o clube mineiro ainda mais próximo da conquista.


O Galo sonhava em ser campeão na terça-feira, e por isso secou o Flamengo neste sábado. O Rubro-Negro, entretanto, bateu o Inter, foi aos 66 pontos e manteve chances matemáticas de ser campeão. O Atlético torcia para que o Fla não vencesse nenhum dos seus próximos dois jogos. Se isso ocorresse, em caso de triunfo sobre o Palmeiras na terça, o Campeonato Brasileiro voltaria a ser do clube mineiro. O sonho foi adiado.


Quem foi bem: Hulk fez "só" dois gols Definitivamente Hulk não estava numa de suas melhores jornadas com a camisa atleticana. O atacante estava errando muito mais do que o comum e não conseguia dar sequência nas jogadas. Mas um minuto e tudo pode mudar no futebol. Cuca já conversava com Savarino e Sasha, possivelmente para mudar os homens de frente, quando Luiz Flavio de Oliveira apitou um pênalti com auxílio do VAR. Cobrador oficial do time, Hulk bateu e fez. Cinco minutos depois ele marcou de novo, um golaço.


Quem foi mal: o volante Ricardo Bueno Goleador do Juventude, Ricardo Bueno pouco participou do jogo. O camisa 9 do time gaúcho parecia mais um volante do que um centroavante. Tanto que ele terminou a partida sem nenhuma finalização sequer ao gol defendido por Everson.


O jogo do Atlético-MG: chance teve, faltou pontaria Era mais do que esperado um Juventude bastante fechado no Mineirão. O Atlético entrou em campo ciente disso e acelerou o jogo. Logo nos primeiros minutos a equipe da casa criou boas chances. Depois ficou um pouco mais difícil para finalizar. Por mais que o rival alviverde tenha jogado o tempo quase todo na defesa, o Galo teve suas chances para finalizar, mas faltou pontaria melhor para os atacantes, especialmente para Keno e Diego Costa.

1 visualização0 comentário
bottom of page