top of page

Corpo de Amanda Albach que foi obrigada a cavar a própria cova é sepultado no Paraná

Na manhã desse domingo (05). o corpo da jovem Amanda Albach, de 21 anos, foi sepultado no Cemitério Municipal de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, Paraná.


O corpo de Amanda, que estava desaparecida desde 15 de novembro, foi localizado na tarde de sexta (3), enterrado na praia Irapirubá Norte, em Laguna (SC). A Polícia Civil chegou ao local após a prisão temporária de três suspeitos, dois homens e uma mulher. Eles foram detidos em Canoas (RS), na quinta (02). De acordo com a polícia, a mulher presa, era amiga de Amanda.


Ao ser preso, um dos suspeitos disse aos policiais que fez Amanda cavar a própria cova e, em seguida, disparou duas vezes contra ela.


"A motivação vai ser apurada com todo o contexto, mas, preliminarmente, um dos investigados se sentiu incomodado porque Amanda teria contado sobre o envolvimento dele com tráfico de drogas e tirado uma foto da arma dele. Não gostou da situação e optou por tirar a vida dela", disse o delegado Bruno Fernandes.




3 visualizações0 comentário
bottom of page