top of page

Ministério Público do Piauí investiga jovem que pode ter feito apologia ao nazismo em Teresina

O Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI), através da promotora Myrian Lago, da 49ª Promotoria de Justiça Promotoria da Cidadania e Direitos Humanos, instaurou procedimento administrativo para apurar suposto crime de apologia ao nazismo praticados por um jovem, no bairro Saci, zona Sul de Teresina.


O suposto crime pode ter ficado caracterizado, quando o homem apareceu usando uma camisa com o símbolo de uma divisão de elite da SS (ala paramilitar do Partido Nazista), como mostra a foto abaixo.

O próprio jovem afirmou que o símbolo estampado na camisa é da Totenkopf, que foi uma das trinta e oito divisões militares providas pela Waffen-SS durante a Segunda Guerra Mundial, responsável por diversos crimes de guerra na qual membros eram alistados para serem guardas de campos de concentração.


Para quem pratica atos de apologia ao nazismo, a pena varia em reclusão de um a três anos e multa, ou reclusão de dois a cinco anos e multa se o crime foi cometido em publicações ou meios de comunicação social.


Para a promotora, o direito à liberdade de expressão não engloba a apologia do nazismo, em virtude de decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal-STF”. O MPPI solicitou à Delegacia de Polícia de Defesa e Proteção dos Direitos Humanos e Repressão às Condutas Discriminatórias a instauração de inquérito policial para identificar o acusado.

0 visualização0 comentário
bottom of page