top of page

Paulinho da Força indica apoio do Solidariedade a Lula já no 1º turno


O presidente do Solidariedade, Paulinho da Força, afirmou que seu partido estará ao lado do PT na disputa eleitoral de outubro. A declaração aconteceu nessa terça-feira (19), após reunião dele com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato da sigla, e Gleisi Hoffmann, dirigente nacional do partido.


Em suas redes sociais, Paulinho da Força publicou um texto acompanhado de uma foto em que aparece ao lado dos petistas. "Me reuni hoje com o ex-presidente @LulaOficial e a presidente do PT, @gleisi, que deixaram claro a importância do apoio do Solidariedade e a construção de uma ampla aliança com outros partidos para as próximas eleições presidenciais", escreveu.


Ao final da agenda, o dirigente do Solidariedade afirmou a jornalistas que "hoje, aqui, nós selamos os nossos compromissos. Vamos fazer o evento na direção da executiva nacional do Solidariedade, no dia 3, para definitivamente selar a aliança com o Lula". O lançamento oficial da pré-candidatura de Lula está marcado para o 7 de maio. Gleisi Hoffmann usou o Twitter após a agenda. "Boa conversa com o companheiro @dep_paulinho da Força, presidente do Solidariedade. Caminharemos juntos, construindo um amplo movimento com Lula para recuperar o Brasil", publicou.


A reunião de Paulinho da Força com Lula e Gleisi Hoffmann foi arranjada para aparar arestas após o presidente do Solidariedade ser vaiado pelo público presente em um evento de centrais sindicais na última semana. Sobre o episódio, Paulinho da Força fez críticas, afirmando que "talvez não a direção do PT, mas uma parte do pessoal do PT acha que já ganhou a eleição". Ele ainda reclamou da falta de resposta de Lula e demais integrantes da sigla para defendê-lo contra as hostilidades da militância. Uma defesa só ocorreu mais tarde, por meio de declarações feitas pelo Twitter.

0 visualização0 comentário
bottom of page