top of page

Piauí Conectado e UESPI assinam termo de cooperação para instalação de Complexo de Telecomunicações

O diretor-presidente da Piauí Conectado, Emerson Silva, assinou nesta segunda-feira (25) o termo de cooperação para a construção do Complexo de Telecomunicações – CTEL da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), que funcionará no Núcleo de Formação e Pesquisa em Energias Renováveis da instituição (Nufperpi).


A Piauí Conectado dará um importante suporte através da doação de equipamentos modernos. Para isso, a concessionária intermediou parcerias com as empresas Nexa, Cisco, ZTE, Furukawa e Multilaser, que irão fornecer equipamentos como switches, ONUs e OLTs.


Os instrumentos serão fundamentais para que os alunos possam aplicar na prática seus conhecimentos teóricos adquiridos nos cursos de extensão, que são ofertados pela Piauí Conectado, através de convênio com a UESPI.


Os laboratórios vão beneficiar alunos e ex-alunos da UESPI, preparando-os para o mercado de trabalho. “Esta é uma parceria muito importante para a Piauí Conectado. Mais uma vez contribuindo com a UESPI, esperamos colaborar na capacitação dos acadêmicos, que é tão necessária aqui no estado do Piauí. Até o início de 2022, o laboratório estará em operação, promovendo oportunidades, gerando emprego e renda para a população”, afirma o diretor-presidente da Piauí Conectado, Emerson Silva.


Para o reitor da UESPI, Evandro Alberto de Sousa, a construção do espaço é um passo importante para o desenvolvimento do Piauí. “A Piauí Conectado é uma das concessionárias que está investindo na nossa universidade. É uma parceria importante que vai trazer desenvolvimento de soluções e desenvolvimento para o Piauí”, destaca.




A superintendente de Parcerias e Concessões, Viviane Moura, explica que o objetivo do Termo de Cooperação é fomentar o processo de capacitação dos alunos da UESPI, auxiliando no desenvolvimento e pesquisas de novas tecnologias. “Hoje demos mais um passo importante para o desenvolvimento do nosso Estado, em busca da formação de profissionais para trabalhar em projetos na área de telecomunicações. O nosso trabalho à frente das PPPs não para e estamos em busca de melhorias para a vida da população piauiense”, pontua.

0 visualização0 comentário
bottom of page